quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Duas artes, dois prazeres

A fotografia nunca se revela por inteiro, é a junção de duas essências fundamentais , o poder de capturar uma boa imagem, juntamente com um pensamento escrito para um pedaço de papel. É um retrato inalterável da beleza de uma paisagem, em que o poder de sentir sobrepõem-se ao poder de tocar. É a magia de um momento imortalizada para sempre. 
A escrita torna-se o auge de emoções de uma simples fotografia, é a captura de toda a realidade que registamos, é a forma única e mais bela de recordar um momento.

As pessoas mudam com a inconstância do tempo, mas aquela imagem e aquelas palavras carregadas de emoção mantêm-se, sempre vivas no nosso quotidiano, tal como o vento e o ar, sempre presentes para a "eternidade".
Podemos não ter a capacidade de congelar o tempo, nem mesmo voltar atrás e viver novamente tudo de bom que foi sentido. Mas podemos imortalizar uma fotografia e recordar pela escrita tudo aquilo que foi sentido naquele momento, que nunca será perdido no tempo distante da vida.

Não há um dicionário de imagens e palavras suficientemente capaz de deixar 
transparecer o que estas têm de mais belo, de mais profundo. 
Isto porque cada emoção é diferente e cada diferença é sentida pela 
forma como elas são vislumbradas. 

A fotografia é o contorno e o recalque perfeito de formar belas palavras.
É o segredo da imagem e a arte da escrita.






Jéssica Silva
Joana Almeida

8 comentários:

  1. Foi um prazer escrevê-lo contigo. Penso que não podíamos deixar mais claro aquilo que sentimos ao fotografar e escrever. Acções diferentes com sensações semelhantes. Obrigada.
    E como tu dizes, um "parabéns" às duas ! :)

    ResponderEliminar
  2. Concordo com o texto! A fotografia é uma óptima maneira de recordar o passado.
    Recebi um comentário de uma seguidora a dizer que eu devia fazer mais textos e que não fazia sentido eu ter os Direitos de Autor no blog!
    Eu não escrevo tantas vezes textos da minha autoria, porque quero ser verdadeira comigo, quero sentir o que escrevo, e a inspiração nem sempre está presente em mim! E sempre que tenho um texto de outra pessoa, identifico. Fiquei um bocado triste e de certa maneira, chateada por causa desse comentário, se ela consegue escrever e sente-se bem ao escrever uma coisa que não sente, tudo bem, ela é que sabe... Mas eu não consigo fazer isso!

    ResponderEliminar
  3. Não poderia estar mais de acordo com este texto :) conciliar fotografia e escrita, duas artes momentâneas e inalteráveis, gostei :)

    ResponderEliminar
  4. É mesmo! Se esses anónimos vêm aqui comentar o teu blog, por alguma razão é! Se eles não gostam, o que é que cá vêm fazer?!

    ResponderEliminar
  5. LOL adorei :p e gosto muito do novo visual do blog!

    ResponderEliminar
  6. http://biancasilca.blogspot.com/ visitem o meu blog e sigam e digam o que acham (: obrigados

    ResponderEliminar

prazeres da vida

A verdade é que ...

A minha beleza está na minha essência e na minha personalidade.  Sou sonhadora. Mas quando sonho, sonho alto. E se por alguma razão vim ao...

Seguidores